Composição

ADDESSI, Anna Rita e CATERINA, Roberto. Analysis and perception in post-tonal music: an example from Kurtág's String Quartet Op. 1. Psychology of Music, Society for Education, Music and Psychology Research, vol 33 (1): 94-116. www.sagepublications.com
PDF

ADDESSI, Anna Rita. Auditive analysis of the Quartetto per Archi in due tempi (1955) by Bruno Maderna. Musicae Scientiae, Special issue 2010, 225-249.
PDF

ADLER, Dan. The "Giant Steps" Progression and Cycle Diagrams.
PDF

ADORNO, Theodor W. Essays on Music: Selected, with Introduction, Commentary, and Notes by Richard Leppert. Translations by Susan H. Gillespie and others.
ODT
PDF

ANTUNES, Jorge. Prefácio (Gilberto Mendes) e Introdução. In Notação na Música Contemporânea. Brasília: Sistrum, 1989.
ODT
PDF

BACH, J. S. Concerto para cravo em Fá menor, Largo. Partitura. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

BARROS, Guilherme Antonio Sauerbronn. Hindemith e Fux: uma análise comparativa do Gradus ad Parnassum e The Craft os Musical Composition. CADERNOS DO COLÓQUIO, 2002
PDF

BEETHOVEN. Análise da Sinfonia No. 5 em Dó Menor Op. 67, I. Considerações sobre a forma sonata. In: COOK, Nicholas. A Guide to Musical Analysis. London: Norton, 1987, p. 260-293. [capítulo: Analysing music in sonata form]. Tradução: Fernando Lewis de Mattos - Ufrgs. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

BENT, Ian D. Analysis: 8.9. Seção áurea, série fibonacci, formas em espelho. Questões de proporção na estrutura musical.
Tradução e síntese realizada pelo professor Ricardo Mazzini Bordini de trechos da seção de história da análise do verbete do Grove
PDF

BENT, Ian D. e POPLE, Anthony. Texto completo do verbete Analysis do The New Grove OnLine, 2001.
ODT
PDF

BENT, Ian e Pople, Anthony. Analysis (resumo). The New Grove (OnLine - 2001).
ODT
PDF

BERLIOZ, Hector. A treatise upon modern instrumentation and orcherstration. London: Novello, Ewer and Co., 1858.
PDF

BORDINI, Ricardo. Tradução da Seção II - História, do verbete Analysis do dicionário The New Grove.
PDF

BRINDLE, Reginald Smith. Serial Composition. London: Oxford University Press, 1966.
PDF

Brinkman. Guidelines for the Analysis of Twentieth-Century Music (Class Notes).
PDF

BUARQUE, Chico. A ostra e o vento. Partitura e cifras. Album: CHICO ao vivo - As Cidades, 1999. Transcrição: Fred Martins e Ricardo Gilly. Edição: Almir Chediak. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

COOK, Nicholas. Considerações sobre a forma sonata: Análise da Sinfonia No 5 em Dó Menor Op. 67, I mov. de Beethoven (1770-1827). In: A Guide to Musical Analysis. London: Norton, 1987, p. 260-293 [capítulo: Analysing music in sonata form]. Tradução: Fernando Lewis de Mattos (UFRGS).
PDF

COOK, Nicholas. Considerações sobre a forma sonata. In COOK, Nicholas. A Guide to Musical Analysis. London: Norton, 1987, p. 260-293 [capítulo: Analysing music in sonata form]. Tradução: Fernando Lewis de Mattos - UFRGS
PDF

COPE, Techniques of the contemporary composer. Australia: Schirmer.
PDF

CORREA, Antenor Ferreira. Polinômio: Definição de alguns termos relativos aos procedimentos harmônicos pós-tonais.
PDF

CORREA, Antenor. O sentido da análise musical. Opus vol. 12, 2006. Disponível em http://www.anppom.com.br/opus/data/issues/archive/12/files/OPUS_12_Correa.pdf. Acesso em: 26 mar. 2013.
PDF

COSTA FILHO. Perfil composicional de Sergio Nogueira Mendes.
ODT
PDF

DUDEQUE, Norton. Schoenberg e a função tonal. Fonte: Departamento de Artes da UFPr. Revista Eletrônica de Musicologia. Vol. 2.1/Outubro de 1997. Disponível em http://www.rem.ufpr.br/rem.html. Consulta em Outubro de 2004. Norton Dudeque é professor da Universidade Federal do Paraná e tem desenvolvido pesquisa sobre a teoria schoenberguiana.
PDF

DUNSBY, Jonathan and WHITTALL, Arnold. Music Analysis in Theory and Practice. British Library Cataloguing in Publication Data. London. 1988. p. 3-19. Resenha e Tradução: Adriano Gado. Disponível em http://adriano_gado.sites.uol.com.br/index.htm. Acesso em 28/07/2004.
PDF

DUNSBY, Jonathan. Execução e Analise Musical. In: DUNSBY, Jonathan. Execução e análise musical. Porto Alegre: Opus 1, ano I, n. 1, dez., 1989, p. 6-23. Tradução de Cristina Magaldi.
PDF

FINEY, Ross Lee. 24 Invenções para piano, N. 14. Exemplo de música dodecafônica.
PDF
OGG
MIDI
LY (arquivo Lilypond)

Forma musical. Enciclopedia Microsoft Encarta 99. 1993-1998 Microsoft Corporation. Reservados todos los derechos. Disponível em: http://www.iglesiapotosina.org/seccionesvarias/musica/teoriadelamusica/formamusical.htm
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Beethoven. Sonata para piano em Dó Menor, Op. 10, No.1, III. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Beethoven. Sonata para piano em Mi Maior, Op. 109. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Chopin. Mazurka para piano em Lá Menor, Op. 17. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Haydn. Sonata para piano em Mi Maior, Hob. XVI 22, II. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Mozart. Quarteto de cordas em Ré Menor, K. 421. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Mozart. Sonatina para piano em Fá Maior, K.332. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Schubert. Quarteto de cordas em Sol Menor, Op. p 173. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis. Variações. Mozart e Brahms. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FORTE, Allen e GILBERT, Steven E. Introduction to Schenkerian Analysis.Mendelssohn. Noturno. New York: Norton, 1982. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

FREITAS, Sérgio Paulo Ribeiro de. Escala dominante diminuta e harmonia. Apontamentos provisórios sobre a divisão da oitava em oito notas alternadas por tom e semitom [escala octatônica (octatonic scale), escala simétrica diminuta, escala dom_dim, half step/whole step diminished scale... ].
PDF

Freitas, Sérgio Paulo Ribeiro de. Notas sobre análise musical e estudar piano. A primeira versão desse texto (em construção) foi escrita para a aula inaugural da disciplina "Análise Musical" do Curso de Especialização em Música na Universidade Federal de Uberlândia - UFU, em 28 de fevereiro de 1997.
PDF

FREITAS, Sérgio. Análise da Fuga VII, em Mib Maior, do II volume do "Cravo bem temperado" de J. S. Bach (1685/1750).
PDF

FREITAS, Sérgio. De regras e erros nos acordos musicais e de seus limites na harmonia da música popular que nos cerca.
PDF

GERLING, Cristina. Teoria Schenkeriana. (scanner de capítulo de livro)
PDF

GIL, Gilberto. Flora. Análise Shenkeriana. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

GRELA, Dante. Áreas (ou campos) de análise musical.
PDF

HAENDEL, George Friedrich. Messiah, HWV 56, Oratorio para solistas (SATB) y coro. Libreto en español, Traducción por Osvaldo Castro (http://www.geocities.com/osvaldo_castro/index.htm). Nota del Traductor: La presente traducción del libreto de "El Mesías" fue realizado sobre el texto de la partitura musical, y se ofrecen las citas bíblicas, sólo como referencia adicional. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

HAYDN, J. Uma visão da estrutura formal da Sonata em Sol Maior, No. 42 (1776). Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

HAYDN, Joseph. Divertimento em sol, Hob. XVI: 8. Partitura. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

KOHS, Ellis B. A Frase Melódica. In Musical Form: Studies in analysis and synthesis. Boston: Houghton Mifflin, 1976. Tradução de Prof. Flávio de Queiroz.
PDF

KOSTKA, Stefan; PAYNE, Dorothy. Seção sobre dodecafonismo do livro "Harmonia Tonal". Tradução livre sem revisão de Hugo Ribeiro.
ODT
PDF

KRENEK, Ernest. The moon rises. Exemplo de música dodecafônica.
PDF
OGG
MIDI
LY (arquivo Lilypond)

LaRue, Jan. Analisis del estilo musical (Notas introdutórias). Barcelona: Labor, 1989.
PDF

LIMA, Paulo Costa. Capítulo 2: Método e fundamentação teórica: o campo da análise musical. In Estrutura e superfície na música de Ernst Widmer: As estratégias octatônicas. Tese (Doutorado em Artes) - Escola de Comunicações e Artes, Programa de Pós-Graduação, Universidade de São Paulo, 2000.
PDF

Loy, D. Gareth. Musimathics : a guided tour of the mathematics of music. Cambridge, Massachusetts: The MIT Press, 2006.
PDF

MATTOS, Fernando Lewis de. Apostila de Análise Musical I. Material Didático do Departamento de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualizado em 2006. Não Publicado.
PDF

MATTOS, Fernando Lewis de. Terminologia da análise schenkeriana a partir de 'A Glossary of Analytical Terms' by Willian Drabkin, em BENT, Ian D. Analysis, with a glossary by William Drabkin. London: Macmillan, 1987. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

MOLINO, Jean. Analyser. Traduzido por Adriano Gado.
HTML

MOORE, F. Richard. Música Computacional - Uma Breve Descrição.
PDF

Moreira, Adriana Lopes da Cunha. Analise segundo a teoria dos conjuntos (recortes do texto principal). In: A poética nos 16 poesilúdios para piano de Almeida Prado: Análise musical (pp. 26-33, Unicamp, 2002)
PDF

MOZART, Wolfgang Amadeus. Minueto da "Pequena Serenata Noturna" K.525 (1787). Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

Nestrovski, Arthur. Ensaio sobre Adorno, Beethoven e a Teoria Musical. Publicado na Folha de S.Paulo, sexta-feira, 11 de março de 1988.
PDF

OLIVEIRA, Jamary. Processador de Classe de Notas. Programa executável para Windows.
PCN

Pankhurst, Tom. Método de Trabalho: como fazer uma análise schenkeriana. Exemplo introdutório: Beethoven, variações sobre "God Save the King". Disponível em http://www.schenkerguide.com/index.php. Elaborado por Sérgio Freitas.
PDF

Paz-Principios_Tonalidade_schoenberg
PDF

PINTO, Guilherme Alencar de. Entrevista con Philip Tagg: Mostrar lo extraña que es la normalidad (Quál la utilidad del análisis musical?). Montevideo, 12 July, 2004. Published shortly after in La Brecha (Montevideo). disponível em http://tagg.org/texts.html.
PDF

RIBEIRO, Hugo. Análise da série e matriz dodecafônica da música "The moon rises" de Ernest Krenek.
ODT
PDF

RIBEIRO, Hugo. Apresentação para Datashow de aula didática do concurso para professor efetivo da UFS (2008).
ODP
PDF

RIBEIRO, Hugo. Estudo Numero 1 para Violão. Exemplo de música dodecafônica.
PDF

RIBEIRO, Hugo. Estudo Numero 2 para Violão. Exemplo de música dodecafônica.
PDF

RIBEIRO, Hugo. Plano de Aula de aula didática do concurso para professor efetivo da UFS (2008).
ODT
PDF

SCHEIRER, Eric. Resenha do livro: Música, Gestalt, e Computação [Music, Gestalt, and Computing: Studies in Cognitive and Systematic Musicology]. Marc Leman, ed.
PDF

SCHOENBERG, Arnold. Three piano pieces, Op. 11, N. 1. Exemplo de música atonal, mas não dodecafônica.
PDF
MIDI
LY (arquivo Lilypond)

SCHOENBERG, Arnold.El estilo y la idea: Adiestramiento del oído mediante la composición. Modern Music, XXIII, 3, 1946. Taurus, Madrid, 1963 (pág. 192)
PDF

Vidal Junior, Itamar. A atonalidade de Arnold Schoenberg.
PDF

WERTHEIMER, Max. Teoria da Gestalt. Tradução: Ricardo Mazzini Bordini.
PDF

WHITE, John. The analysis of music. New Jersey: Prentice-Hall, p. 13-25, 1976.
Análise do Minueto II em Sol Menor, de Jean Phillippe Rameau. Tradução de Fernando Lewis de Mattos do capítulo 2: The analytical method, da obra citada.
PDF

ZANARDO, Marcelo. La Dialéctica y el análisis musical. Musicología postmoderna. Comentario crítico del artículo "El análisis musical dialéctico" de Alfonso Padilla.
PDF

 

 

Aula Didática sobre Dodecafonismo

RIBEIRO, Hugo. Plano de Aula de aula didática do concurso para professor efetivo da UFS (2008).
ODT   PDF

RIBEIRO, Hugo. Apresentação para Datashow de aula didática do concurso para professor efetivo da UFS (2008).
ODP   PDF

KOSTKA, Stefan; PAYNE, Dorothy. Seção sobre dodecafonismo do livro "Harmonia Tonal". Tradução livre sem revisão de Hugo Ribeiro.
ODT   PDF

SCHOENBERG, Arnold. Three piano pieces, Op. 11, N. 1. Exemplo de música atonal, mas não dodecafônica.
PDF   MIDI   LY (arquivo Lilypond)

RIBEIRO, Hugo. Análise da série e matriz dodecafônica da música "The moon rises" de Ernest Krenek.
ODT   PDF

KRENEK, Ernest. The moon rises. Exemplo de música dodecafônica.
PDF   OGG   MIDI   LY (arquivo Lilypond)

FINEY, Ross Lee. 24 Invenções para piano, N. 14. Exemplo de música dodecafônica.
PDF   OGG   MIDI   LY (arquivo Lilypond)

RIBEIRO, Hugo. Estudo Numero 1 para Violão. Exemplo de música dodecafônica.
PDF

RIBEIRO, Hugo. Estudo Numero 2 para Violão. Exemplo de música dodecafônica.
PDF